Atendimento de Pessoas Expostas ao Risco de Contaminação com Material Biológico

O que é?

Atendimento médico para pessoas expostas ao risco de contaminação com material biológico (secreções corpóreas, sangue, secreções sexuais), tais como: crianças e adultos vítimas de violência sexual, pessoas que sofreram acidente profissional com material perfurante e/ou cortante ou contato de mucosas com material biológico. Após a exposição o paciente recebe o primeiro atendimento na emergência, no período noturno, finais de semanas e feriados, ou no ambulatório no horário comercial de segunda a sexta. Em seguida marca a consulta no ambulatório para o acompanhamento durante seis meses conforme orientação do Ministério da Saúde.

 

Quem pode realizar?

Pessoas expostas ao risco de contaminação com material biológico;

Requerimentos

- História de exposição a material biológico através de relações sexuais ou acidentes com instrumentos perfurantes ou cortantes ou contato de mucosas;

- Atendimento anterior no hospital-dia ou na emergência do HGE ou UEA

imediatamente após a exposição;

- Número de prontuário do HGE ou UEA 

; - Encaminhamento médico. 

Mais Informações

Para maiores informações contacte Secretaria de Estado da Saúde por telefone (82) 3315-1103/1104/1105 ou por email sesau@saude.al.gov.br

Tempo estimado

Informações:

Após atendimento inicial no hospital dia ou emergência a consulta é marcada para 15dias (em média)/ A espera no dia da consulta é conforme ordem de chegada
 

Etapas para a realização

1. Atendimento


- Paciente com história de exposição a material biológico, após ser atendido no hospital dia ou emergência do HGE e UEA, recebe orientação para comparecer a consulta de acompanhamento ambulatorial;

- É agendada consulta no ambulatório;

- Paciente recebe o cartão do usuário com dia e hora da consulta marcada no ambulatório de “Exposição a material biológico”;

- No dia do atendimento recebe senha por ordem de chegada, e aguarda a chamada. Terão prioridade de atendimento: idosos, gestantes, pessoas com criança de colo, pessoas com necessidades especiais. 

Documentos necessários

Encaminhamento Medico com solicitação de atendimento

Prontuario do paciente

Cartão SUS

Carteira de identidade

CPF

Canais de atendimento

PRESENCIAL: Hospital Geral do Estado Professor Osvaldo Brandão Vilela Endereço: Av. Jorge de Lima, nº 2095, Trapiche da Barra, Maceió-AL Telefones: (82)3315-7411

Onde é realizado?


Hospital Geral do Estado Professor Osvaldo Brandão Vilela

hgealgabinete@gmail.com

(82)3315-7411

Hospital de Emergência do Agreste Dr. Daniel Houly

hedhagreste@outlook.com

(82) 359-2450 (Central), 3529-2488 (Serviço Social), hedhagreste@outlook.com

Outras informações

Orgão Responsável: SESAU - Secretaria de Estado da Saúde


Este é um serviço atende ao Decreto n° 9.094, de 17 de julho de 2017.

Tratamento a ser dispensado ao usuário no atendimento

•            O usuário deverá receber, conforme os princípios expressos na lei nº 13.460/17, um atendimento pautado nas seguintes diretrizes:\n• Urbanidade;\n• Respeito;\n• Acessibilidade;\n• Cortesia;\n• Presunção da boa-fé do usuário;\n• Igualdade;\n• Eficiência;\n• Segurança; e\n• Ética.

 

Informações sobre as condições de acessibilidade, sinalização, limpeza e conforto dos locais de atendimento.

•            O usuário do serviço público, conforme estabelecido pela lei nº13.460/17, tem direito a atendimento presencial, quando necessário, em instalações salubres, seguras, sinalizadas, acessíveis e adequadas ao serviço e ao atendimento.

 

Informação sobre quem tem direito a tratamento prioritário

•            Tem direito a atendimento prioritário as pessoas com deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 anos, as gestantes, as lactantes, as pessoas com crianças de colo e os obesos, conforme estabelecido pela lei 10.048, de 8 de novembro de 2000

Este serviço não tem custos para o solicitante

Avaliar Serviço

Nota: